sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Um adeus anunciado

Julen Lopetegui já não é oficialmente treinador do Futebol Clube do Porto. Depois de estar cá durante ano e meio, ou seja, a meio do seu projecto de 3 anos para o clube, é despedido devido aos maus resultados. Ou melhor, principalmente devido ao mau futebol praticado pela equipa. 


Lopetegui cometeu muitos erros. Foi casmurro, não percebeu que não tínhamos equipa para implementar o estilo de jogo que queria. Enfim, queria à força toda fazer prevalecer a sua vontade. O problema é que com tanta insistência conseguiu virar alguns jogadores contra ele. Sabem porque não jogou André André em Londres? Não, não foi por estar lesionado. Foi por ter questionado Lopetegui sobre a irrisória táctica a utilizar em Londes. Claro, André André, um dos nossos, deve ter ficado de boca aberta quando ouviu Lopetegui a explicar o que queria do jogo. E já sabemos, quando os próprios jogadores deixam de acreditar no treinador...

E a direcção do clube, como fica? Mais uma aposta falhada, esta durante tempo prolongado. Não seria esta uma altura essencial para se vir a público explicar aos sócios o que se pretende fazer? Que os erros vão ser corrigidos? Que se vai passar em primeiro lugar a ver que jogadores necessita realmente o clube em vez de se estar preocupado a dar comissões quer a Antero Henrique quer a Alexandre Pinto da Costa? Já se ouve muito ruído de protesto em relação ao modo como o nosso clube está a ser dirigido. Espero que depois desta acorde, mas realmente acordem e bem, e resolvam arrumar a casa de uma vez por todas.

PS: Finalmente cai por terra o mito de que no FC Porto qualquer treinador é campeão. Ou se calhar, já não temos é estrutura para isso.

0 comentários:

Enviar um comentário