segunda-feira, 7 de novembro de 2016

A Lei de Herrera

A Lei de Murphy é conhecida por: "Se alguma coisa pode dar errado, dará. E mais, dará errado da pior
maneira, no pior momento e de modo que cause o maior dano possível.

Pois bem, no FC Porto temos a Lei de Herrera. Em tudo que ele toca, o resultado só pode ser mau. Herrera conseguiu em apenas cinco minutos dar cabo de um jogaço de toda a equipa. Todo aquele esforço, todo aquele ambiente fantástico no Dragão proporcionado pelos 48 mil Portistas merecia mais.

Merecia que Herrera não tivesse entrado, merecia que Herrera não fosse capitão, merecia que Herrera já nem sequer fosse jogador do FC Porto. Dizer com todo o orgulho que foram recusados milhões pelo Herrera só pode ser gozar com todos os Portistas, mas também Pinto da Costa nos últimos anos não sabe outra coisa.

Da nossa parte só pedimos uma coisa. Que seja dada oportunidade a quem realmente tem qualidade e que Herrera perca a braçadeira de capitão. Rir-se como se nada fosse depois de oferecer aquele canto não cabe na cabeça de ninguém. Ah, e já agora, que seja despachado já em Janeiro.

PS: Nuno, o espírito Porto não é ser cagão. Fica a dica.

0 comentários:

Enviar um comentário