quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Formação Made in Seixal

Nos últimos dias temos assistido a uma avalanche de erros cometidos por novos árbitros, formados localmente no Seixal. Atente-se por exemplo neste jogo protagonizado pela nova estrela dos vermelhos, Bruno Vieira (curioso o apelido):

Reparam como nos últimos minutos foi capaz de validar um golo ilegal ao benfica e duas grandes penalidades contra a equipa da casa. Porque teve este árbitro este comportamento? Vejamos:


O que se encontrava a festejar este jovem prodígio da arbitragem nacional? A vitória do benfica sobre o Marítimo.

Reparem na "mural" deste senhor. Caso chegue à primeira divisão, pedirá para não arbitrar jogos do benfica. Parece que isso não inclui os jogos da sua equipa B. Provavelmente conseguiu cumprir o seu sonho de criança de vestir de vermelho...

Quando parecia que a coisa não podia melhorar, eis que se revela esta pérola:
Quem é este senhor? O prodígio da arbitragem responde:

Ou seja, esta figura de nome Bruno Vieira, é filho do famoso árbitro de hóquei em patins Jaime Vieira, conhecido pelos seus constantes roubos a favor do benfica. Vá-se lá saber porquê...

Este é apenas um dos muitos exemplos que poderíamos ir buscar, são vários os ex-membros de claques que o benfica foi colocando ao longo dos anos no seio da arbitragem portuguesa, cada vez mais teremos exemplos como este no primeiro escalão.

Cabe-nos a nós combater este gigante polvo, este manto protector, de forma a limpar de vez esta sanguessuga que chupa tudo à sua volta. Se queremos que nos respeitem, temos de merecer esse respeito. Não será com atitudes destas que o conseguiremos:


0 comentários:

Enviar um comentário